quinta-feira, 27 de maio de 2010

correspondências ;


Estavam todas em cima de minha cama; pareciam estar gritando para mim.

O conteúdo jamais revelado me causava séries de calafrios que pareciam mandar tremores para minha espinha. Um envelope me impedia de descobrir qual rumo minha vida levaria agora, nunca conseguiria explicar o que eu estava sentindo naquele momento, o que estava me impedindo de voar naquelas cartas e abri-las com uma voracidade inescrúpulosa? Talvez o medo de que, por alguma ventura, o que tinha escrito ali, era, de alguma forma, me afastando do que eu sempre quis.
Ele me escrevia de Amsterdã, estávamos separados não só por um oceano, mas sim por nossos desencontros, todas essas brigas, nos levaram a nos separar, e agora deveríamos resolver tudo assim .. a distância. O que poderia haver naquelas cartas que me causavam tanto tremores? O fato do amor da minha vida estar em Amsterdã e poder ter escrito pra mim que não iria mais voltar e que nossos desentendimentos o levou a isso?
Parece sem nexo uma pessoa fugir para um outro país porque brigou com a sua namorada, mas incrivelmente foi isso que aconteceu. E, a cada vez que o carteiro passava em minha casa, mais meu coração ficava apertado, querendo gritar por ele. E eu juntei-as, guardei-as na gaveta, e agora tinha de abrir pois ele esperava resposta.
O medo tomava conta de mim, eu tinha quase a certeza de que ele diria que ficaria por lá, por Amsterdã, pra me esquecer, para se purificar de todos os males que eu o fiz passar. Mais cedo ou mais tarde eu teria de abri-las, então me debrucei e abri todas, de uma só vez. Mas pareciam ser as mesmas, porque todas diziam somente:
Você é o amor de minha vida, aqui ou em qualquer outro lugar do mundo será somente você que tomará conta de meu coração. Eu sei que errei, eu sei que você errou, eu sei que erramos; mas errar é humano, porém meu amor por você é sobrenatural, por isso preciso de que você volte. Vem ser feliz aqui, comigo?
Eu te amo,
todo meu amor, do teu (até então) amado. ♥
-
Eu achei meio sem sentido e idiotinha ;/ mas fazia tempo que eu não postava e a continuação da história está em um caderno perdido, hauhauahau :O mas eu sei que está dentro do meu quarto ok! então quando achar eu digito e posto sem falta *-* (y' desculpem a demora, o IFES está tomando conta de mim .-. eu preciso passar, hihi.
Eu amo vocês, obrigada pelos comentários, pelo carinho .. s2

4 opiniões:

Kaah Mathielo =] disse...

eei, fui a primeira *---*
Como smp, ameeeeeeeeeeeeeeeeei a história, não ficou idiotinha naada, ta linda amg, continua assim, conta smp, te amo tá?

Maria Carolina disse...

não ficou nada sem sentido ou idiotinha, friend. Ficou liiindo! *-*

Lêda disse...

Dizem que se a gente lê gosta e da opinião , a pessoa também segue a gente ! Adorei o romance !

Victoria*-* disse...

Simplemente perfeita!!!amei aqui seguindooo!!!beijoooos floor